27 de janeiro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
18/01/23 às 16h06 - Atualizado em 18/01/23 às 16h17

Força-tarefa vai atuar em Ceilândia, Taguatinga e Sol Nascente/Pôr do Sol

COMPARTILHAR

Como resposta aos danos causados pelas fortes chuvas, o Governo do Distrito Federal (GDF) inicia nesta quinta-feira (12) um grande mutirão de serviços ao longo de 90 dias em Sol Nascente/Pôr do Sol, Ceilândia e Taguatinga, cidades que reúnem 1,2 milhão de habitantes.

 

 

A ação coordenada pelo programa GDF Presente será intensificada para recuperar e limpar os espaços públicos dessas cidades. Para tanto, os servidores contam com o apoio de 108 equipamentos, entre carros, caminhões, escavadeiras e tantos outros. Na recuperação das vias, por exemplo, estima-se usar cerca de 20 toneladas de massa asfáltica por dia.

Os serviços são semelhantes em cada uma das cidades. De forma geral, serão feitas correção asfáltica, limpeza e desobstrução de boca de lobo, retirada de entulho e lixo verde, sinalização horizontal e vertical de vias, manutenção da rede de água e de esgoto e da iluminação pública, com o reparo de luminárias apagadas e a troca de cabos, e também a limpeza de espaços públicos.

 

 

Durante o lançamento do mutirão, que reuniu uma grande força-tarefa na Praça da Bíblia, em Ceilândia, a governadora em exercício Celina Leão comentou a importância desses reparos e de o governo estar próximo da sociedade. “É a presença do Estado nas cidades, né? Foi detectado que essas cidades precisavam de reparos e é isso que nós estamos fazendo hoje. E, daqui, o governo vai para outras regiões administrativas. Vamos trabalhar muito para atender a expectativa da população com o nosso projeto político”, disse.

Secretário de Governo e responsável pela coordenação do GDF Presente, José Humberto Pires de Araújo destacou os números da ação e avisou que ela percorrerá outras regiões. “Nós reunimos aqui mais de 100 equipamentos para essa grande região oeste, onde ficaremos por 90 dias, organizando e cuidando de tudo. Ainda está chovendo, ainda teremos problemas, mas estamos aqui para cuidar dessas cidades que reúnem grande população, principalmente em áreas que não estão completamente urbanizadas”, detalha.

Morador de Ceilândia, o chef Karl Max, que trabalha justamente na Praça da Bíblia, agradeceu o governo pela ação e pediu cooperação dos moradores. “Vejo como algo aprazível, o GDF está de parabéns, mas ele sozinho não consegue tomar conta de toda a situação. O que precisamos é que nós, da comunidade, façamos a nossa parte evitando jogar lixo na rua”, disse.

O mutirão será coordenado pelos polos Oeste (Sol Nascente/Pôr do Sol) e Oeste II (Ceilândia e Taguatinga) do GDF Presente, com a participação dos órgãos e administrações. E conta com o apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia Energética de Brasília (CEB), secretarias de Agricultura (Seagri), de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), de Obras, Administração Penitenciária (Seape), Departamento de Trânsito (Detran) e administrações regionais.

 

 

Ceilândia

A maior cidade do DF vai passar por correção asfáltica, limpeza e desobstrução de bocas de lobo, troca e reparo de tampas de concreto, retirada de entulho e lixo verde, sinalização viária horizontal e vertical, manutenção da rede de água e de esgoto e manutenção da rede de iluminação pública.

“Vamos fazer o reparo no asfalto e desobstruir as bocas de lobo. Precisamos desse mutirão para atender as demandas da comunidade. Temos todas as vias monitoradas e vamos trabalhar nelas para depois atuar dentro das quadras”, detalha o administrador, Dilson Resende.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes