04 de julho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
31/03/20 às 17h43 - Atualizado em 31/03/20 às 18h22

Ceilândia ganha novos médicos

COMPARTILHAR

Ceilândia ganha novos médicos

 

Inicialmente 12 profissionais irão reforçar o atendimento à população na atenção primária, saúde da família, comunitária e nas unidades básicas de saúde. A previsão é que até o dia 11 de abril mais 31 médicos atuem na região

 

Ceilândia ganha 12 novos médicos que irão reforçar o atendimento à população da maior região administrativa do Distrito Federal.  Os profissionais além de oferecer maior cobertura à saúde da família e comunitária, também dará mais celeridade aos atendimentos, consultas e assistência aos moradores da cidade.

Com os novos médicos três equipes da saúde da família começarão a atuar no trecho III, do Sol Nascente. A iniciativa irá reforçar a rede pública de saúde de Ceilândia e proporcionar melhores condições de trabalho e atendimento à população mais vulnerável. Os outros profissionais irão atuar no atendimento à população na atenção primária e nas unidades básicas de saúde de Ceilândia Sul, Ceilândia Norte e Pôr do Sol.

A médica Lucilene Florêncio superintendente da região de saúde oeste do Distrito Federal, explica que os critérios adotados para a distribuição dos profissionais foram baseados em questões técnicas. “O perfil de situação de vulnerabilidade e a falta de cobertura da saúde da família em algumas regiões de Ceilândia favoreceram a distribuição dos novos médicos para atender essas comunidades. Com os novos profissionais passamos a ter 45% de cobertura da saúde da família na cidade!”, esclarece a superintendente.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, conta que tem buscado soluções e parcerias juntamente com autoridades e o Governo de Brasília para diminuir a carência de médicos na cidade mais populosa do DF. “Somos uma das maiores cidades do país! A questão da saúde pública tem sido uma das prioridades deste Governo para Ceilândia. Trazer esses novos médicos é contribuir diretamente para a qualidade de vida da população local, além oferecer cobertura na área de saúde para quem mais precisa”, ressalta Marcelo Piauí.

 Nova UPA

Ceilândia também vai ganhar uma nova UPA até o final do ano. O espaço será construído na QNO 21, da Expansão do Setor O. A unidade terá capacidade de atendimento de 4,5 mil pessoas por mês. Serão mais 42 leitos de observação, 14 de emergência e 7 isolamentos.

A UPA de Ceilândia também contará com 2 a 3 médicos durante o dia e a noite. São aproximadamente 1,2 mil metros quadrados de área construída. O espaço contempla uma área para classificação de risco e primeiro atendimento; três consultórios; duas salas de urgência; seis de observação e um de isolamento. Também haverá espaço destinado para nove poltronas de medicação, reidratação e inalação.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros